Translate

Thursday, October 01, 2015

TUDO É DOR

Brigas frívolas
Silêncio abrigo
A saudade dos de casa
Das árvores, da Katumbu, do António e do Phande


Doi tudo
Pés, cabeça, abdómen e  cervical
Até a fome doi
Se me liberto da dor!



3 comments:

Carolina Vicente said...

A dor passa.
Bom saber que ainda florescem teus blogues.
Paz, irmão.

"Soberano" Canhanga said...

Grato, irmã.
Espero quer estejas bem.
Já ganhei sobrinho ou ainda falta?

Carolina Vicente said...

Bem estou. Estamos, mano!
O sobrinho não falta, só não veio ainda.
Bem haja!