Translate

Monday, August 30, 2010

QUANDO O CÉREBRO E O CORAÇÃO SE CASAM

A alegria e a tristeza se abraçam

É total a angústia

Do pensar e não dizer

Ideias que apodrecem na boca

Altivando a mudez

E não mora distante a surdez

Correr e em simultâneo parar

Amar e compreender

Rir e ao mesmo tempo chorar

8 comments:

lita duarte said...

Luciano,
vou publicar esse poema no meu blog: loucurasdeladylita

Abraços.

DADI said...

Parabéns pelo blog.

lita duarte said...

Oi, Luciano.

Obrigada pela atenção.
Vou publicar alguns dos teus poemas lá nos meus blogs. :)

Beijos.

Carmela said...

Adorei o blog. :)

ceci said...

Precisamos de poetas!
Muitos! Mas que escrevam assim, com a alma.

Bjusssss

Naty said...

Sensacional!
Parabéns.

Carmela said...

:)Adorei sua visita.

Bjus

Carol Vicente said...

Lu,

por vezes me sinto assim...é normal?

Lindo poema!