Translate

Saturday, August 15, 2015

A CANETA E A CANECA

Desisti da caneta
É agora a caneca
A caneca...
Que consolo?!.

É neta jogada no colo
Ou brincando na careca
Ó caneca!
 

Teus gritos já me soam à sineta
Que fazer desta praceta
Sem tinta na caneta
Para mais uma croniqueta?
 

E calculo
Quilómetros por andar até Kakolu
Caneta e caneca na busca da soneca
Desperto sem consolo
 

Vou embriagar-me com caneta!

1 comment:

Carolina Vicente said...

Embriaga-te, pois.
E rende mais escritos ao mundo.