Translate

Saturday, March 15, 2008

REGRESSO


Depois do exílio
Eis-me aqui
Rico de nada
Vazio como papel ao vento
Na mente apenas velhas profissões
(sem importância)
e cursos ainda sem aplicação
(nesta terra)

E agora que estou de volta
Penso no silêncio que vos leguei
Na paz que vos neguei
Nas benesses que não vos dei
E peço:
Perdão porque falhei

Luciano Canhanga

4 comments:

Anonymous said...

Eu acrescento!

Rico de Amor...
Para dar, aos que amo
Febre de aprender...
Com quem sabe!
Pobre de dor...
Já aqui não mora,
a saudade...
que por ti,
um dia senti...
Um abraço!
São

MESUMAJIKUKA said...

Obrigado D. São!

Carol Vicente said...

Desta vez sou eu quem me valho da música brasileira: "Quem ama não nega perdão". És amado.

Anonymous said...

quem conhece o lugar onde esta foto foi tirada sentira a mesma dor e a necessidade que este povo lhe perdoe mas mano nao desista.